© 2016 Close & Safe - Design por 2look Design.

Resolução Alternativa de Litígios | Centro de Arbitragem de Conflitos de Consumo de Lisboa
Rua dos Douradores, nº 116 – 2º - 1100 – 207 Lisboa | Telefone 218 807 030 Fax: 218 807 038
www.centroarbitragemlisboa.pt | director@centroarbitragemlisboa.pt |  jurídico@centroarbitragemlisboa.pt 

  • Facebook - Close-safe
Siga-nos

A Close and Safe respeita as normas legais relativas ao tratamento e privacidade dos dados pessoais não os partilhando com terceiros.todos os dados recolhidos por preenchimento de formularios, estarão protegidos em bases de dados seguras - site seguro) e serão eliminados após contacto.

Manutenção em Portas Corta-fogo de correr

Os portões de correr corta-fogo, de uma maneira geral são aplicados em zonas técnicas, estacionamentos. São portas que fecham grandes vãos, em zonas que não é viável a aplicação de portas corta-fogo de batente. Contudo, necessitam de grandes espaços para deslizamento / estacionamento.

São geralmente de estrutura metálica e encontra-se suspensa numa calha horizontal, ou inclinada, fixa na parte superior do vão, onde a(s) folha(s) desliza(m) através de rolamentos. No caso de calha horizontal, esta possui contrapeso(s), aplicado(s) à frente ou atrás do portão, que permite(m) o seu fecho automático em caso de incêndio, pela ação da gravidade.

Normalmente pretende-se que estas portas se encontrem permanentemente abertas. Tratando-se de portas corta-fogo, estas têm que fechar automaticamente em caso de incêndio, pela libertação dos retentores eletromagnético ligados à CDI, ou pelo fusível térmico, fechando o vão.

Para garantir a sua função, as portas resistentes ao fogo necessitam:

  • Ser mantidas fechadas (ou fechar automaticamente após uma passagem ou por libertação dos dispositivos eletromagnéticos) para que possam ser utilizadas em caso de emergência;

  • Não se encontrarem obstruídas, quer no seu acesso, quer na zona de fecho;

  • Não se encontrarem abertas com a colocação de “calços”, ou outros objetos que as impeçam de fechar automaticamente;

  • Ser inspecionadas regularmente de forma a garantir o seu bom estado e dos seus acessórios e seus componentes, verificando que não existem deformações e anomalias;

  • Ser regularmente submetidas a procedimentos de verificação e manutenção de todos os seus componentes.

A CLOSE & SAFE, na sua ação de Vistorias Técnicas, inspeciona e testa todos os equipamentos, verificando a sua funcionalidade, operacionalidade e estado, identificando as eventuais necessidades de intervenção. A nossa Inspeção e Manutenção Periódica destes equipamentos, assenta nos seguintes pontos, entre outros:

  • Controlo do estado visível da porta e seus componentes, verificando igualmente a existência de chapas identificadoras do fabricante;

  • Ensaio de abertura e fecho da porta, verificando se esta fecha automaticamente;

  • Verificar curso, deslizamento e velocidade de fecho, fazendo a lubrificação da guia de pavimento;

  • Retirar chapas de remate da calha e do contrapeso; verificação do estado de suporte do portão, dos cabos, roldanas e rodízios de deslizamento, fazendo a respetiva limpeza, lubrificação e afinação;

  • Verificação do estado de desgaste dos componentes;

  • Verificação e afinação do batente de fecho do portão, de forma a que a selagem da zona de fecho seja cumprida;

  • Verificação do funcionamento do retentor eletromagnético, assim como do seu encosto / contacto com a sua contraplaca;

  • Verificação final e ensaios de funcionamento.